Técnicas de Política Social

 

No âmbito do Projeto TEIP, o Agrupamento dispõe de um Gabinete de Acompanhamento aos Alunos e respetivas Famílias (GAAF), constituído por uma Técnica Serviço Social, uma Psicóloga Educacional, uma Mediadora Socioeducativa e uma Animadora Sociocultural. As estratégias utilizadas pelo GAAF assentam numa articulação direta e constante com os diversos elementos da comunidade educativa e têm como objetivos prioritários: melhorar a qualidade das aprendizagens traduzidas no sucesso educativo dos alunos; combater a indisciplina, o abandono escolar precoce e o absentismo; criar condições para a efetiva aquisição de saberes e competências; promover a articulação entre a escola e as instituições presentes na comunidade.

 

Técnica de Serviço Social – Ana Paula Raposo Varela

A intervenção da TSS visa agir de forma integrada no esforço de diminuir situações de abandono e absentismo, bem como dar respostas a outras problemáticas que possam constituir situações de risco ou perigo para as crianças/jovens. O Assistente Social desenvolve a sua intervenção partindo do contexto institucional e tem como função promover a articulação entre os agentes educativos (escola-meio e família) partindo do pressuposto que a criança/jovem é resultado da interação que se estabelece com outros sistemas sociais.
Os encaminhamentos para as respostas na comunidade, a articulação com os diferentes serviços no âmbito da promoção e proteção de menores, ação social, emprego e saúde, realização de visitas domiciliárias e participação em grupos de trabalho, são apenas exemplos das várias responsabilidades assumidas pelo Técnico no seu quotidiano profissional.

 

Psicóloga educacional Irina Lucas Vaz Mestre

A psicóloga ao abrigo do TEIP destina a sua ação a todas as escolas de primeiro ciclo que constituem o agrupamento. No âmbito da sua atuação, e para além de integrar o GAAF, a psicóloga integra igualmente os Serviços Especializados de Apoio Educativo (SEAE). Assim, e de uma forma geral, a intervenção da psicóloga tem como principais objetivos: promover nos alunos estratégias cognitivas e metacognitivas; apoiar os alunos em situação de perturbação emocional; avaliar a elegibilidade do ensino especial para o aluno (no seio de uma equipa multidisciplinar - SEAE); desenvolver projetos de intervenção a implementar na comunidade educativa; apoiar os professores no processo de ensino-aprendizagem, elaborando e implementando intervenções de natureza académica e comportamental; habilitar os pais com skills e competências educativas e reforçar a comunicação escola-família.

Toda a intervenção da psicóloga assenta, primordialmente, na promoção do bem-estar socio-emocional dos alunos e famílias que constituem o Agrupamento de Escolas Ordem de Sant’Iago, trabalhando sempre com e para os alunos.

 

Mediadora Socioeducativa Odília Nair Silva Pereira

A mediação escolar procura promover um bom clima relacional dentro do espaço escolar, onde possa imperar uma comunicação saudável entre todos, com recurso ao diálogo e a negociação. A intervenção da Mediadora tem como principais objetivos dar resposta aos problemas de indisciplina, oposição e/ou desafio emergentes vivenciados e expressos em contexto de sala de aula; contribuir para a melhoria do clima de aprendizagem em sala de aula; resolver as situações de conflito de forma sustentável; impulsionar uma cultura de convivência saudável e positiva em toda a comunidade escolar.
Todas as suas intervenções assentam num diálogo aberto, construtivo e afetivo com os alunos, com o objetivo de proporcionar maior bem-estar aos mesmos, auxiliando-os na superação das suas dificuldades e sensibilizando-os para a necessidade de haver maior esforço, envolvimento, empenho e responsabilização perante o seu percurso escolar.
A sua atuação tem incidido na promoção de competências pessoais e sociais e no esclarecimento de situações conflituosas, permitindo assim não só a redução da indisciplina, mas também a (re) construção dos laços afetivos.

 

Animadora SocioculturalAndreia Cristina Silva Guerra

A intervenção da Animadora Sociocultural procura promover um bom clima relacional na escola, de forma a proporcionar aos alunos um ambiente de motivação, exigência e gratificação, tornando a escola mais ativa, fundamentada na formação cívica e numa cultura de paz e de diálogo.

O trabalho da Animadora tem como objetivo o desenvolvimento de atividades socioeducativas, culturais e desportivas, estimulando a participação ativa dos alunos nas mesmas. O trabalho desenvolvido assenta no estabelecimento de relações interpessoais informais com os alunos, nos intervalos e nos seus tempos livres, podendo assim fomentar nas relações que estabelecem valores como: a autoestima, a confiança, o respeito mútuo e a responsabilidade, visando em última instância a plena integração dos alunos na sociedade, como cidadãos autónomos, justos e organizados.

 

Principais funções desempenhadas

  • Promover a igualdade de oportunidades de sucesso escolar contribuindo para a redução do abandono escolar, criando nos alunos a imagem de uma escola útil, aberta e agradável.
  • Favorecer o desenvolvimento da escola na sua autonomia, eficácia e capacidade de intervenção comunitária.
  • Sensibilizar os alunos para uma cidadania responsável.

Dinamização/Intervenção com os alunos

  • Planificação e dinamização de atividades para a Comemoração de Dias Mundiais e Internacionais.
  • Participação/Organização de atividades em articulação com técnicos, professores, assistentes operacionais e parceiros AEOS, tendo em vista o desenvolvimento de competências pessoais e sociais dos alunos, ocupação saudável dos seus tempos livres e promoção do seu envolvimento na frequência escolar.
  • Atendimento e intervenção com os alunos.
  • Apoio na dinamização de atividades ludico-pedagogicas com alunos NEE (Necessidades Educativas Especiais).

.. ... ...